A Fundação WordPress

Você sabia que existe uma fundação dedicada exclusivamente a proteger e perpetuar o acesso ao WordPress e a levar adiante todo o espírito livre que movimenta a comunidade? Para entender melhor como surgiu a Fundação WordPress, ou só “a Fundação” como é chamada pela comunidade, é preciso saber um pouco mais da história do WP.

Um pouco de história

No começo de 2003, Matt Mullenweg escreveu sobre a possibilidade de criar um fork, isto é, uma nova versão totalmente independente, para o b2 cafelog, uma ferramenta que não era atualizada há meses. Mike Little logo se interessou, entrou em contato com Matt e, por sugestão de uma amiga de Matt, Christine Tremoulet, batizaram a ferramenta de WordPress. No final de março o domínio wordpress.org já estava registrado e em maio foi lançada a versão 0.7, o primeiro lançamento oficial da ferramenta.

Entre 2004 e 2005, enquanto começavam a aparecer no mercado diversas plataformas de blogs, surgiu a ideia de um serviço desse tipo baseado no WP, o  wordpress.com. Um serviço deste tamanho, mesmo que baseado somente em doações, teria que ser gerido por uma empresa. Em março de 2005 surgiu a ideia da WordPress Inc., que meses depois se tornou a Automattic, um trocadilho com o nome de Matt, seu fundador.

Em 2006, a Automattic registrou a marca WordPress, tanto do software quanto do serviço e até 2010 manteve a marca. No começo daquele ano surgiu a Fundação WordPress.

Sobre a Fundação WordPress

A Fundação WordPress é uma organização sem fins lucrativos, responsável por proteger a marca WordPress. Somente ela, além do próprio Matt e da Automattic, pode usar a marca WordPress, seja em nome de projetos ou domínios como pode ser lido na página de política do uso da marca.

Pode parecer pouca coisa, mas com a presença que o WordPress tem no mercado, sua marca tem um valor financeiro altíssimo. A doação feita pela Automattic representa muito para a comunidade e para a longevidade da ferramenta, tornando mais independentes os caminhos do wordpress.com e wordpress.org.

Proteção das marcas

Além do WordPress, a Fundação também promove e protege o bbPress, uma ferramenta de fórum que funciona junto com WordPress, e o BuddyPress, que serve para criação de redes sociais.

A Fundação não é a dona do software, ela protege sua marca. Comentando um post que questionava o que aconteceria a todo esse ecossistema se algo acontecesse ao Matt Mullenweg, ele próprio diz que prefere passar o papel que desempenha no desenvolvimento do software para uma pessoa só ao invés de um comitê.

Matt Mullenweg é um ponto central do mundo WordPress, sendo tanto CEO da Automattic quanto presidente da Fundação, ele é o que chamamos de benevolent dictator for life, isto é, alguém que criou algo, viu uma comunidade se formar e divide com ela a maioria das decisões, mas ainda detém a palavra final.  A criação da Fundação e a cessão da marca salvaguardam a comunidade caso algum dia a gestão da Automattic passe para outras pessoas que não tenham interesse em dividir o nome do seu produto com um software livre.

O que a Fundação faz na prática

O apoio dado pela fundação vai desde os Meetups até, e principalmente para, os WordCamps. Só em 2015 a Fundação movimentou um total de quase US$ 3 milhões, recebendo doações e repassando para os comitês de organização, ajudando em tudo, desde alimentação até empréstimo de equipamento de áudio e vídeo.

A Fundação e o Brasil

Além da participação na organização dos nossos WordCamps, a Fundação tem em sua história um apoio muito especial à comunidade brasileira. Em 2015 foi lançada a bolsa de estudos Kim Parsell, um incentivo à participação de mulheres no WordCamp US, e a primeira vencedora foi a  Anyssa Ferreira, membra ativa da nossa comunidade.



Fonte: WordPress Brasil

0 comentários